Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Ilhas perfeitas para a sua lua de mel

21/10/2019

Providencialmente isoladas e unidas pela predominância do azul, estas ilhas são destinos perfeitos para selar o “felizes para sempre” em hotéis impecáveis e com serviços especialmente criados para os casais. Por Marília Kodic*. Especial para a The Traveller


Indonésia
Florestas tropicais, campos de arroz, cachoeiras, montanhas e vulcões ativos compõem a mistura única das mais de 17 mil ilhas indonésias. Não bastasse o distinto cenário, o quarto país mais populoso do mundo tem também personalidade de sobra, rica gastronomia e um povo conhecido pela hospitalidade e por sua elevada espiritualidade - o que em parte explica o fato de Bali ser dona de mais de mil templos religiosos. Mais do que sombra e água fresca, a Indonésia proporciona aos viajantes uma experiência cultural memorável.

Onde ficar
Amankila
Os três pavimentos de piscina de borda infinita com vista para o mar e o Monte Agung como pano de fundo estão entre os destaques do Amankila, cujo design é inspirado nos palácios tradicionais da região de Karangasem, em Bali, onde está situado. Os 33 bangalôs estão entre os mais sofisticados da ilha, e os três restaurantes preparam ótimos pratos asiáticos e ocidentais. Os serviços especiais de lua de mel incluem um minicruzeiro privativo, um piquenique de satay (tradicionais espetos de carne indonésios), uma massagem de casal e um ritual balinês de purificação.

Amandari
Com teto de palha, paredes de pedra vulcânica, chão de mármore e móveis de madeira de coco, os 30 bangalôs do hotel Amandari, da rede Aman - todos com jardim e alguns com piscinas exclusivas - seguem o tradicional estilo balinês. O resort, localizado nos arredores de Ubud, capital cultural de Bali, tem uma piscina em tom de esmeralda que paira sobre a selva e oferece uma visão privilegiada do pôr do sol, um restaurante ao ar livre com belas vistas do Vale de Ayung e um spa com abordagem holística à margem de um lago repleto de flores de lótus.

Amanikan e Amandira
Apreciar um piquenique com lagosta fresca grelhada na Ilha de Waigeo, avistar o dragão-de-komodo - maior lagarto do mundo, endêmico do sudoeste indonésio - no Parque Nacional de Komodo, explorar os recifes multicoloridos das Ilhas Raja Ampat, conhecer a fazenda de pérolas da Baía Aljui… as possibilidades são inúmeras a bordo dos phinsis (tradicionais veleiros indonésios) com assinatura da rede Aman. Construído seguindo as técnicas ancestrais da tripo konjo, o Amandira tem apenas cinco cabines e 52 metros de comprimento, enquanto o Amanikan tem três cabines e 32 metros. Ambos, além da privacidade garantida pelo número reduzido de hóspedes, têm camas king size, deques para refeições ao ar livre e modernos equipamentos de mergulho.

Polinésia Francesa
A simples menção ao destino logo traz à mente a imagem de polinésias com saias de palha e flores de hibisco nos cabelos à beira de um mar que extrapola qualquer escala de “turquesômetro”. Comparado ao Jardim do Éden desde que assim o descreveu o explorador francês Louis-Antoine de Bougainville, que atracou no Taiti em meados do século 18, o país compreende 118 ilhas em cinco arquipélagos e tem como vizinho mais próximo a Nova Zelândia - a 4 mil quilômetros. As ilhotas sobre os arrecifes desabitados, com muitas palmeiras e vegetação verde que contrasta com as rochas áridas, proporcionam ótimas opções de atividades para quem não gosta de ficar parado, como mergulho, caminhadas cênicas e esportes de aventura. Se a ideia é se isolar no paraíso, esse é o lugar ideal.

Onde ficar
The Brando
Depois de se apaixonar pela atriz taitiana Tarita Teriipaia, com quem contracenou em O grande motim (1962), Marlon Brando comprou a Ilha de Tetiaroa, onde pretendia erguer o hotel dos sonhos. Não deu tempo de fazê-lo em vida, mas o The Brando abriu em 2014 respeitando os desejos do ator norte-americano. As 35 villas de arquitetura ecológica são totalmente isoladas umas das outras (e têm piscina, vista para o mar, banheira al fresco, amplos jardins...), a natureza é impecavelmente preservada (há duas ONGs na propriedade, que atraem pesquisadores do mundo todo), o restaurante tem cardápio assinado por Guy Martin, dono de duas estrelas Michelin, e o spa mais parece um santuário polinésio. Para chegar a esse paraíso, o hotel tem sua própria companhia aérea e um terminal exclusivo no aeroporto internacional de Papeete. Promete uma experiência digna das telonas.

Le Taha'a Island Resort & Spa
Com bangalôs harmoniosamente dispersos sobre um oceano turquesa, o Le Taha'a é exatamente o que se espera de um resort polinésio. Com deque que dá acesso direto ao mar e uma abertura de vidro no pé da cama, as acomodações sobre as águas têm na proximidade com o oceano o seu charme. É também pelo mar, a bordo de uma pirogue (canoa tradicional), que chega o saboroso café da manhã. Integrante da coleção Relais & Châteaux, o hotel, que fica a 10 minutos de avião de Bora Bora, tem spa, academia, quadra de tênis, dois bares e três restaurantes - experimente os pratos feitos com a baunilha cultivada na ilha, considerada uma das melhores do mundo.

Seychelles
Nenhum relato ou fotografia é capaz de preparar os viajantes para o impacto do dueto entre o mar azul cintilante e as enormes pedras de granito das praias de Seychelles. Líder mundial em turismo sustentável - a preservação ambiental e o respeito pela natureza conduziram o arquipélago para ser a estrela de um novo conceito em viagens, com hotéis sustentáveis e integrados à natureza, - o país da costa leste da África não é só mais um clichê quando se fala em natureza intocada: são 115 ilhas, das quais apenas 20 são habitadas - e por 90 mil habitantes. Não à toa, o casal real William e Kate teve sua lua de mel no arquipélago.

Onde ficar
Six Senses Zil Pasyon

Reinando sozinho na Ilha de Félicité, a quinta maior de Seychelles, o Six Senses Zil Pasyon proporciona privacidade total. As 30 villas privativas têm design orgânico e cool, com destaque para a banheira com vista teatral do Oceano Índico e a piscina privativa de borda infinita - motivo para não pôr os pés para fora do quarto, não fossem as sedutoras ofertas de gastronomia, o spa do hotel e, é claro, as belíssimas praias. Experimente as massagens com óleos essenciais feitos de ervas e plantas locais no spa e as delícias do Ocean Kitchen, cujo menu sem carne convida a conhecer os sabores dos frutos do mar pescados ali.

Maldivas
Com mais de mil ilhas divididas em 26 atóis, as Maldivas jamais saem de moda no imaginário dos casais, inclusive dos brasileiros. As águas cristalinas das suas ilhas - a maioria praticamente deserta - garantem momentos de privacidade. Grande parte das ilhas é envolta por uma atmosfera que é um convite irrecusável à contemplação. O arquipélago também proporciona uma das melhores visibilidades para mergulho do mundo, o que faz com que os hotéis das ilhas caprichem no cardápio de atividades aquáticas para observar a rica vida marinha. Prepare o snorkel!

Onde ficar
JOALI Maldives

Joali é a palavra maldiva para rede, e o clima deste hotel é de um prazeroso embalo - resultado de um investimento de mais de R$ 380 milhões. Cada uma das 73 villas é única (as situadas sobre a água têm arquitetura sob medida para não perturbar os recifes de coral) e recheada de detalhes suntuosos, como mármore verde nos banheiros, cabeceiras de bambu esculpidas à mão e quimonos de seda estampados com pássaros e palmeiras. Luz, ar condicionado, música e até a abertura e fechamento das cortinas são controlados por um iPad de cabeceira. Para a lua de mel, dois destaques: os passeios em veleiro tradicional, chamado dhoni, para ver o pôr do sol e uma experiência gastronômica exclusiva, com direito a cenário especial na suíte.

Waldorf Astoria Maldives Ithaafushi
Aberto em julho, o Waldorf Astoria Maldives Ithaafushi tem 121 villas - todas com piscina particular - e uma ilha privativa. Destaque para as overwater villas e as enormes villas duplex Stella Maris, com mais de 500 metros quadrados, piscina de borda infinita, banheira de hidromassagem, redes sobre a água e acesso direto ao oceano. Entre os 11 restaurantes, distinguem-se o Terra, sobre a copa das árvores, e o Glow, com cozinha saudável e holística. O hotel ainda conta com um centro de esportes aquáticos com diversas atividades e spa que combina equipamentos high-tech a ingredientes naturais em tratamentos como o Starlight Ocean, feito sob as estrelas e ao som do mar. Bem-estar garantido!

Anantara Veli Maldives Resort
Um dos poucos resorts exclusivos para adultos nas Maldivas, o Anantara Veli, no sul do Atol de Malé, tem 60 bangalôs sobre a água - neles, você transita entre a cama macia, a piscina privativa e as águas rasas do oceano em poucos segundos. As atividades oferecidas incluem cinema ao ar livre, aulas de culinária, esqui aquático, parasailing, mergulho com golfinhos e um passeio a Gulhifushi, a ilha privativa do hotel. Entre as diversas opções gastronômicas, estão a autêntica comida tailandesa do Baan Huraa e o sushi artesanal do Origami. Os hóspedes podem ainda usar a estrutura do resort vizinho Anantara Dhigu, onde o destaque é o spa com chão de vidro sobre o mar.


*Marília Kodic é jornalista e já foi editora-chefe da revista L’Officiel e editora do Estadão. É coautora do livro Moda Ilustrada, e hoje colabora com alguns dos principais veículos do país. Conta aqui por que as ilhas são destinos perfeitos para selar o “felizes para sempre”, revelando, também, os hotéis que combinam elegância e autenticidade.

0 Comentário