Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Esqui e sofisticação em Courchevel

26/09/2019

Por Pablo Trova*. Especial para a Teresa Perez. 
 

No inverno, os amantes de esqui têm um leque de atrativos bem amplo para curtir, com ótimos hotéis, gastronomia estrelada e o charme garantido dos Alpes que, além das paisagens de montanhas e neve, reflete a elegância típica do frio. Áustria, Itália e Suíça são destinos de destaque quando o assunto é esquiar no continente. A França também está nessa lista com Courchevel, uma das suas estações mais badaladas. 

Courchevel é parte de uma das maiores áreas esquiáveis do mundo: Le Trois Vallées

A aproximadamente 140 quilômetros do aeroporto de Genebra, na Suíça, Courchevel está inserida em Les Trois Vallées – uma das maiores áreas de esqui do mundo. Seus vilarejos estão a uma altitude de até 1800 metros, conectando 600 quilômetros de pistas por um único ski pass, onde crianças e adultos se divertem na neve. Courchevel também chama a atenção pela sua atmosfera cultural. Para se ter uma ideia, os visitantes se deparam com várias obras de Salvador Dali e Richard Orlinski espalhadas em vários cantos da estação, principalmente no topo da montanhas.

Mais de 80% das propriedades em Courchevel são ski-in/ski-out, o que significa entrar e sair dos lugares já com os esquis nos pés. Esse acesso direto das pistas a hotéis, chalés e restaurantes é uma ótima opção para não perder nenhum segundo de diversão na neve. 

Passeios de helicóptero ou de snowshoeing também compõem a lista de atrativos da estação

O Le Chalet de Pierres, por exemplo, é um restaurante que proporciona essa praticidade, conectado à pista Verdons de nível verde e facilitando o acesso de esquiadores novatos. Especializado em massas, pizzas e trufas, a casa ainda conta com um terraço externo para que, enquanto apreciam o menu local, os viajantes também possam aproveitar o clima ameno dos dias mais ensolarados.  Para quem não esquia, alguns hotéis da estação, como o L’Apogée Courchevel, conduzem os hóspedes até o restaurante em snowmobiles.

Mas engana-se quem acredita que as atividades em Courchevel se resumem apenas a esqui e snowboard. A lista é surpreendente e inclui até passeio de snowshoeing, em que o visitante alcança lugares nas montanhas que, durante o inverno, não são acessados de nenhuma outra forma. O roteiro ainda passa pelo Lac de La Rosiere, um lago descongelado na maior parte do inverno e que fica localizado no meio das montanhas, proporcionando paisagens naturais exuberantes.

Para uma perspectiva diferente e panorâmica da estação, um passeio de helicóptero não pode ficar de fora da viagem. Do heliponto Courchevel Altiport, é possível sobrevoar a imensidão dos Le Trois Vallées e apreciar um visual fascinante dos Alpes franceses.

Além de uma área ao ar livre, o restaurante Le Chalet de Pierres é ski-in/ski-out, facilitando o acesso de esquiadores iniciantes

Courchevel também tem muito a oferecer para o après-ski, com restaurantes estrelados e chefs famosos no comando. A vida noturna também é bastante agitada, com um cenário regado a muita música ao vivo e festas repletas de estilo. O La Mangeoire é uma opção para curtir na estação, sofisticado restaurante de culinária francesa tradicional que, após determinado horário, se transforma em um nightclub com direito à música, drinques e uma atmosfera superbadalada.

Não é à toa que Courchevel se mantém como um dos hotspots favoritos da Europa. C’est très chic!

* Pablo Trova é especialista em atividades de neve no departamento de esqui da Teresa Perez Tours.

0 Comentário