Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Israel: Tel Aviv, Massada e Negeve

31/10/2019

Dias intensos por Tel Aviv, Massada e Deserto de Negev
Por Tomas Perez

Em abril, estive pela primeira vez em Israel para receber um prêmio pela Teresa Perez Tours, como um dos maiores parceiros da Latam no Brasil em 2018. E como a companhia aérea lançou voo direto entre Guarulhos e Tel Aviv em dezembro, foi a minha chance de conhecer, ainda que muito rapidamente, um pouco mais do país. Apesar de ser uma viagem de 13 horas, um voo sem paradas tem suas vantagens, permitindo entrar no avião, assistir a um filme e dormir. Dá até para considerar passar 4 ou 5 dias, como fiz, e ainda combinar com visitas ao Egito e à Jordânia. Um roteiro possível para conhecer os países vizinhos.

A moderna e vibrante Tel Aviv

Ficamos hospedados em Tel Aviv e de cara adorei. É um lugar com muita inovação, lotado de start-ups. Muita gente jovem, uma cidade moderna, com muitas bikes e patinetes onde é possível perceber o contraste com a cidade antiga (evidente na foto de capa desta edição), mas também a coexistência entre judeus e muçulmanos. Me impressionei com o foco e a dedicação desse povo, com a qualidade do aeroporto e das rodovias.

Deserto de Negev
Esparramado por mais da metade do território de Israel, o Deserto de Negev me encantou com suas formações rochosas e tons avermelhados, além dos sítios arqueológicos e tribos beduínas. Formada há mais de 200 milhões de anos, a Ramon Crater é a maior cratera por erosão do planeta. Adorei acordar mais cedo e pedalar por cerca de 2h30 sem ninguém ao redor, descobrindo uma geologia única. Também há passeios de jipe e quadriciclos. Todas experiências que quem visita esse lugar especial precisa vivenciar.

Visitando o experimento de simulação da vida em Marte em Mitzpeh Ramon, onde cientistas israelenses estão treinando para viver no chamado Planeta Vermelho.

Embora o serviço nos restaurantes e hotéis geralmente seja bom, mas sem muito prazer e esmero, a receptividade do povo se revelou de duas formas muito particulares. Conhecemos a autêntica hospitalidade dos beduínos que vivem nômades pelo deserto, com seus rebanhos e também visitamos o experimento de simulação da vida em Marte em Mitzpeh Ramon, onde cientistas israelenses estão treinando para viver no chamado Planeta Vermelho. Em termos de topografia, aridez e isolamento, esse ambiente reproduz, e muito, as condições marcianas. Confesso que foi um pouco assustador vestir roupa de astronauta e respirar com tubo de oxigênio.

Massada
Na região do Mar Morto, Massada é outro lugar imperdível – um sítio arqueológico com ruínas preservadas e hoje símbolo do antigo Reino de Israel e da coragem do seu povo. O que mais me impressionou foi a estrutura erguida por eles no alto do morro. Vale pela vista espetacular sobre o Mar Morto. Dica: se estiver em grupo é possível contemplar o pôr do sol em uma visita exclusiva, com reserva prévia. Se voltaria para lá? Sem dúvidas. Acho que faltaram algumas coisas. Quero rever Jerusalém com mais calma e conhecer o norte de Israel e a cidade de Haifa e ver de perto as famosas Colinas de Golan. Infelizmente não consegui entrar no Mar Morto desta vez, mas um dia vou voltar lá para nadar. 

Como gosto de pedalar e de passear a pé, acho que poderia ter ficado mais alguns dias no deserto. É um destino que tem muito a revelar.

Na região do Mar Morto, Massada é um sítio arqueológico com ruínas preservadas

Quando ir
O ano inteiro

Onde ficar

The Norman Tel Aviv
Tel Aviv
Para vivenciar a modernidade e a vibração de Tel Aviv, o The Norman é ótimo ponto de partida. No coração da Cidade Branca, o hotel é composto por dois prédios – um de arquitetura modernista e outro com elementos da arquitetura renascentista. Destaque para o rooftop, com piscina com borda infinita e deck com uma vista sensacional da cidade.

Beresheet
Deserto de Negev
Aliando a paisagem desértica de Negev, vista para a Ramon Crater, ótimos serviços e um cardápio diversificado de atividades, como passeios de jipe e quadriciclo, o Beresheet é composto por villas particulares, todas com piscinas exclusivas, dispostas de forma a garantir a privacidade dos hóspedes.

0 Comentário