Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Regiões vinícolas para visitar mundo afora

07/06/2017
O terroir da África do Sul é propício para o desenvolvimento da uva Pinotage
A bela geografia que margeia o Rio Douro, em Portugal

Das bebidas, esta é uma das mais seculares. Envolta tanto pela mitologia, quanto pela religião, também é conhecida como a bebida de Baco. Atravessando tradições e costumes, cada taça de vinho guarda uma história e traz sabores únicos que remontam ao terroir específico de onde a uva foi cultivada, afinal, a mesma uva pode ser plantada mundo afora, mas as suas características serão completamente diferentes. 

Tomar vinho é um ato social, seja ele Malbec, Merlot, Cabernet ou Pinotage. Uma garrafa da bebida pode proporcionar uma viagem às vinícolas mais modernas ou às mais tradicionais, na América ou na Europa. Selecionamos algumas das principais para você visitar na próxima viagem. 

 


Bordeaux (França)

Capital da região da Aquitaine, na França, Bordeaux reúne algumas das vinícolas mais importantes do país. Margaux, Médoc, Sauternes e Saint-Emillion refletem os sabores dos vinhos franceses, agradando até os paladares mais experientes. Para degustar e entender mais sobre a bebida, o Musée du Vin é parada obrigatória para os apaixonados por vinho. 

 

Toscana (Itália)

Dona de uma das regiões mais belas da Itália, a Toscana é ideal para quem procura natureza, cultura e uma experiência gastronômica inesquecível. Em meio a cenários arrebatadores, vinícolas surgem com um charme a mais na região e degustar o Chianti, seu vinho mais famoso, é uma ótima pedida. 

 

Vale de Colchagua (Chile)

Uma das regiões mais prestigiadas do mundo, é reconhecida pela sua produção vitivinícola no Chile e de fácil acesso a Santiago, o Vale de Colchagua é um agradável convite para viagens de carro. Excelente opção para combinar com a capital, encantar-se com o charme das vinícolas e fazer passeios com direito a degustar seus vinhos. 

 

Mendoza (Argentina)

Responsável por 70% de sua produção nacional, Mendoza é a capital argentina dos vinhos. Aos pés da Cordilheira dos Andes, a região reúne elementos que justificam a qualidade de seus vinhos famosos no mundo todo, como altitude moderada, irrigação pela água do degelo andino, dias ensolarados e noites frias. 

 

África do Sul

Os vinhedos florescem aos pés de grandes montanhas da região do Cabo. A uva pinotage é a grande protagonista da África do Sul, que tem o clima favorecido pelas brisas úmidas do Atlântico e do Índico. Na região vinícola, uma visita a Stellenbosch, Franschhoek e Paarl é obrigatória para conhecer os sabores africanos guiado pelos próprios produtores, que abrem suas propriedades para mostrar os cultivos da região. 

 

Napa Valley (Estados Unidos)

Cercada por colinas enfeitadas com algumas das uvas mais importantes para a produção dos vinhos, Napa Valley, nos Estados Unidos, concentra grandes vinícolas rodeadas por cidades charmosas. A região ainda conta com alguns restaurantes estrelados pelo Guia Michelin e muitos vinhos premiados internacionalmente. 

 

Região do Douro (Portugal)

Às margens do Rio Douro, como o próprio nome sugere, dezenas de vinícolas surgem quase como uma pintura. Ricas em assimetrias e contrastes, seus solos áridos e rochosos dão origem ao célebre Vinho do Porto. Passear pela região pede uma taça e olhos atentos para descobrir o que há de mais charmoso, como as vilas e aldeias ali localizadas. 

 

Nova Zelândia 

Conhecida por suas atividades de aventura, a Nova Zelândia também figura entre um dos grandes produtores de vinho. Uvas como Pinot Noir e Cabernet se adaptaram muito bem ao terroir neozelandês, dando origem a vinhos marcantes e de personalidade forte. Uma visita à uma das 530 vinícolas é um passeio obrigatório para os amantes da bebida.

 

Castela e Leão (Espanha)

Maior região em extensão territorial da Espanha, é famosa, principalmente, por seus vinhos tintos. Formada por grandes áreas como Ribera del Duero, Toro, Bierzo, Cigales e Rueda, é fácil entender seu talento para a produção da bebida. As grandes variações climáticas são fator predominante para vinhos. 

0 Comentário

Comentários com conteúdo impróprio e/ou spam poderão ser removidos.