Compartilhe
facebook twitter gplus mail

5 motivos para visitar a África do Sul

17/03/2017
Suricatos no deserto do Kalahari
Safári também é coisa de criança

A África do Sul é um dos nossos destinos favoritos e motivos para isso não faltam. Das savanas às cidades cosmopolitas, o país reúne uma série de atrativos e atividades que facilmente cativam todos os tipos de viajantes. A seguir, revelamos os motivos pelos quais a África do Sul não deixa ninguém indiferente. 

 

Destino para famílias 
A família inteira se diverte na no país, mas especialmente para as crianças a viagem se revela enriquecedora. Não há nada mais gratificante do que ver os pequenos encantados diante de uma leoa brincando com seus filhotes – cena até então só vistas em filmes, desenhos e livros. Nos lodges, atividades como montagem de barraca e rastreamento das pegadas dos bichos garantem aquele toque de aventura e ainda ensinam à garotada a importância da preservação da natureza. 

 

Gastronomia
Sim, a África do Sul conquista pelo paladar. A influência das culturas holandesa e inglesa na sua culinária acabou criando uma gastronomia marcante. Uma experiência genuína é provar o braai, churrasco com condimentos típicos da região. Some a isso os vinhos: apesar de ser considerada jovem no mercado mundial, a África do Sul produz alguns dos rótulos mais apreciados no mundo. A Cidade do Cabo detém os mais premiados restaurantes do país, enquanto vilas como Franschhoek, Stellenbosch e Praarl abrigam dezenas de vinícolas que abrem suas portas para visitantes saborearem seus rótulos direto da fonte. 

 

Diversidade de safáris 
A vida selvagem é o centro das atenções na África do Sul e o parque nacional Kruger é sua maior e mais famosa reserva. Lá, é possível ver de perto os lendários big five, considerados os mais temidos animais do continente: leão, leopardo, rinoceronte, búfalo e elefante. Além do Kruger, outros parques revelam uma diversidade de cenários e vida selvagem igualmente incríveis. O Madikwe é um parque menor, com lodges ideais para família, proporcionando contato mais próximo com os animais.  No noroeste do país, o Kalahari é lar de espécies adaptadas ao deserto, como os raros rinocerontes negros e os curiosos suricatos. Situado próximo ao oceano Índico, o Phinda apresenta uma paisagem diferente: uma floresta densa, com vegetação verdinha e fauna abundante. 

 

Atividades esportivas
Adrenalina não falta na África do Sul e um dos principais destinos para a prática de esportes é o Parque Nacional Tsitsikamma, situado na Rota Jardim. Maior a mais antiga reserva marinha do país, o parque possui uma combinação ímpar de elementos: costa emoldurada por rochas, falésias, rios, piscinas naturais densas florestas. Neste cenário encontra-se a ponte mais alta para bungee jump do mundo, a Bloukrans Bungee. Trilhas, tirolesa, mountaing biking e cavalgadas compõem a lista de atividades que permitem desfrutar da majestosa natureza do Tsitsikamma. 

 

Nelson Mandela
Ex-presidente da África do Sul e uma das figuras políticas mais relevantes do mundo no século 20, Nelson Mandela dedicou 67 anos de sua vida à luta pela igualdade entre as pessoas. Ele foi a maior voz de oposição ao apartheid, o trágico regime que separava os negros dos brancos no país. Parte da inspiradora trajetória do líder sul-africano pode ser conferida em locais como o emocionante Museu do Apartheid e na casa de Mandela em Soweto, ambos em Johanesburgo, além da Robben Island, que serviu de presídio político, onde Mandela passou 18 dos 27 anos em que ficou preso. Antes de embarcar, vale inspirar-se na vida e obra de Nelson Mandela, como o livro Longa Caminhada Até a Liberdade e o filme Invictus (2009).  

Região vinícola
0 Comentário

Comentários com conteúdo impróprio e/ou spam poderão ser removidos.