Compartilhe
facebook twitter gplus mail

3 experiências exclusivas em Portugal

10/12/2018

 

Por Daniel Nunes*. Especial para a The Traveller

 

AO NORTE - Degustar vinhos do Porto ao Douro
9 horas da manhã. Um classudo Mercedes- Benz Classe C me aguarda diante do hotel, na charmosa Cidade do Porto, para um bate-e-volta sob medida para viajantes apaixonados por road trips – provando bons vinhos sem ter de dirigir. “Estão preparados para uma experiência inesquecível no coração do Douro Vinhateiro?”, pergunta Ana Carvalho, a simpática guia que apresentaria, em uma jornada de 12 horas, o melhor da região vinícola do Rio Douro. Desde 1756, quando se tornou a mais antiga área demarcada para produção de vinhos do mundo, o Douro encanta por sua geografia. Basta 1 hora de estrada para nos deslumbrarmos, das alturas das montanhas, com as cenas do rio serpenteando, ladeado por plantações de uvas em terrenos com degraus gigantes, os socalcos.

“Nasci aqui e ainda me surpreendo com os recantos do Douro”, diz Ana, filha de pequenos produtores como seu marido, Marco Pinto, que guia outro grupo. Em uma das quintas visitadas, na de Tourais, degustamos quatro vinhos do Douro e dois do Porto sob as parreiras, com a orientação do proprietário e enólogo Fernando Coelho. O almoço gourmet acontece no deque sobre o Rio Douro, no D.O.C., restaurante do premiado chef Rui Paula. O brinde ao pôr do sol tem estilo: em uma pequena embarcação que rasga as águas calmamente. Para encerrar a imersão, não dá para resistir a um mergulho no Douro – este, literal – antes do retorno feliz ao Porto, vendo o anoitecer nas caves à beira-rio.

Vista da região do Vale do Douro

AO CENTRO - Viver a Sintra das majestades
Com uma meia dúzia de castelos de contos de fadas, um deles no topo de uma montanha, que tem um quê de mágica, a pequena Sintra brilha, há séculos, como refúgio de nobres. Morada de celtas, mouros e da realeza portuguesa, a cidade-Patrimônio da Humanidade quase virou lar da cantora Madonna em 2017 – que está morando em Lisboa enquanto busca ali um palácio para chamar de seu. A Rainha do Pop não conseguiu adquirir o palacete da Quinta do Relógio. Bem ao lado, o vizinho Palácio de Seteais, hoje um sofisticado hotel da grife Tivoli, segue recebendo majestades.

Nos dias em que o rei – digo, o hóspede – fui eu, havia uma princesa de verdade, a da Suíça, na suíte diplomática. Com arquitetura neoclássica do século 18 e móveis ambientados também no século 19, a mansão ostenta 2 mil peças de arte, como afrescos, tapetes e piano, que ilustraram o livro (e a minissérie de tevê) Os Maias, de Eça de Queirós. Uma restauração que consumiu 6,5 milhões de euros modernizou os quartos, a piscina mais espetacular de Sintra, os jardins que fazem lembrar os de Versalhes e o novíssimo spa, que só usa cosméticos da Biologiche Recherche. O jantar pode ser servido no salão que o hóspede quiser ao som de harpa ou cordas, e harmonizado com vinhos que remontam a 1930. Só faltam os deliciosos travesseiros da clássica doçaria Piriquita. Mas basta avisar o concierge, que ele providencia uma charrete para levar o hóspede da porta do hotel até lá, com toda pompa da realeza.

Patrimônio da Humanidade, Sintra é conhecida por ter vários castelo medievais

AO SUL - Refugiar-se na asiática no Algarve
Uma portuguesa soa um sino, aqui chamado “ferrinho”, quando adentro o hall do Anantara Vilamoura, inaugurado em 2017 no Algarve onde era o Tivoli Victoria. Trata-se da cerimônia de boas-vindas a novos hóspedes  do resort, primeiro da grife asiática na Europa. Seguindo a tradição oriental de ritualizar momentos valiosos, o gesto é um exemplo de como a grande novidade da hotelaria lusitana mistura a personalidade zen da marca com a autêntica cultura portuguesa. Localizado a cinco quilômetros de praias como a da Falésia e da Marina, meu refúgio no Sul de Portugal em pleno verão cumpriria uma missão ousada: garantir conforto e privacidade quando lota a porção mais turística do país.

Ainda que o Atlântico azule o horizonte, a paisagem das sacadas impressiona pelo campo de golfe Victoria, palco de importantes torneios europeus. Cinco piscinas fazem as vezes de praia particular. Uma é ideal para famílias, como a da jornalista Glória Maria (“sou habitué, amo esse lugar”, conta). Preferi a que não permite crianças, onde fui mimado em um lounge privê ao ar livre, com direito a Veuve Clicquot e frutas frescas. Destaque para o show de fado no pôr do sol e para a carta de vinhos com 400 rótulos do restaurante Emo e seu menu local com pitadas de tempero asiático. A decoração é um deslumbre: mistura arte tradicional do Algarve com novo design, como uma autêntica e moderna casa portuguesa – com certeza

Quando ir
fevereiro a novembro


Onde ficar
Anantara Villamoura
Algarve

Os quartos e suítes do Anantara Vilamoura tem design contemporâneo e oferecem vista para a piscina central do resort ou para um vasto campo de golfe. Para o bem-estar, os hóspedes podem praticar yoga e tai chi e experimentar os relaxantes tratamentos do spa. Os adolescentes e as crianças são bem-vindos – entre as atividades
especiais para eles estão aulas de culinária e de windsurfe. 

Six Senses Douro Valley
Douro

O hotel Six Senses Douro Valley está instalado em uma edifício do século 19, no coração da região do vinho do Porto. Uma combinação tão eclética quanto harmoniosa de fachadas tradicionais com design moderno agrupam belos apartamentos, suítes e villas privativas com vistas exclusivas da envolvente paisagem. 

Tivoli Palácio de Seteais
Sintra

O hotel foi construído no século 18, em um área doada ao cônsul holandês pelo Marquês de Pombal. Dois séculos e meio depois, o esplendor desse palácio neoclássico se mantém, com suas suítes decoradas conforme o requinte da época monárquica. As boas-vindas são dadas pelo monumental arco erguido no jardim e do hotel, avistam-se o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros.

 

* Daniel Nunes é repórter de viagem e leciona Jornalismo de Viagem na Faculdade Cásper Líbero (SP), onde faz seu Mestrado em Comunicação na Contemporaneidade pesquisando Narrativas Transmidiáticas Aplicadas às Marcas no Segmento de Turismo.

0 Comentário