Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Pra atualizar a wish list: Myanmar

18/04/2017
Shwedagon Pagoda, cartão postal de Yangon
Os cruzeiros pelo Rio Ayeyarwady revelam detalhes da cultura local de Myanmar

Conhecida como a “terra dourada”, Myanmar, a antiga Birmânia, é um destino diferente. Uma boa dose de exotismo, espiritualidade, costumes diferentes, um povo receptivo e belezas naturais. Tudo isso está ao alcance de quem visita ao país. Por muito tempo fechado para o turismo, a região agora aparece como destino a ir o quanto antes. Lar de milhares de monges budistas, ele conserva o que há de mais genuíno no Sudeste Asiático, em meio a milhares de templos e pagodes dourados, que criam cenários e experiências inesquecíveis a quem vem do ocidente.

 

Essencial
Yangon
Em Yangon, antiga capital do país, é inevitável não se sentir envolvido com o contato tão próximo com os habitantes da cidade ou com as feiras de rua, coloridas e ruidosas, que estão por toda a parte.

Bagan
Ao entardecer, o sol deixa Bagan com um tom dourado difícil de descrever. A cidade reúne um horizonte com mais de 2 mil templos, formando um cenário arrebatador, principalmente se admirado do alto.

Inle Lake
O genuíno contato com a cultura local de Myanmar. Às margens do lago, com mais de 200 mosteiros ao redor, o tempo parece passar de forma cadenciada, levando os visitantes a um outro ritmo de vida.

 

Templos
Shwedagon Pagoda
(Yangon)
Para muitos, o Shwedagon é o templo mais impressionante do Sudeste Asiático. Localizado em Yangon, o templo tem quase 100 metros de altura e uma estopa coberta por placas de ouro.

Pagoda Shwezigon
(Bagan)
Em Nyaung-U, na região de Bagan, o Shwezigon é um complexo com quatro santuários menores, todos dedicados a Buda. As estátuas em bronze encontradas nos templos são as mais antigas de Bagan.

Kyaukhtatgyi Pagoda
(Yangon)
O templo é famoso por sua enorme imagem de Buda deitado, que mede 65 metros e está alojada em uma estrutura de ferro coberta com chapas de zinco. Os mosteiros nos arredores deste templo acomodam mais de 600 monges budistas.

Pagoda Phaung Daw Oo
(Inle Lake)
Considerado o templo mais sagrado de Inle Lake, o Phaung Daw Oo sedia um dos mais famosos – e coloridos - festivais budistas de Myanmar, no mês de outubro.


Experiências
Passeios de bike
Yangon, Inle Lake e Bagan, escondem mistérios em cada canto. Os passeios de bike são uma forma diferente de percorrer caminhos que levam a monumentos e feiras de rua, além de proporcionar um contato íntimo com o modo de vida do povo birmanês.

Voos de balão
Em Bagan, mais de 2 mil templos com suas estopas douradas compõem um cenário de rara beleza e poesia. A melhor forma de admirar esse horizonte quase infinito é em passeios de balões que sobrevoam os principais templos da cidade.

Cruzeiro pelo Rio Ayeyarwady 
Navegando pelo Rio Ayeyarwady, o cruzeiro revela detalhes da cultura local de Myanmar, dando a chance de um contato mais próximo com os habitantes que vivem às margens do rio e seu modo de vida que permanece muito ligado às tradições.

0 Comentário

Comentários com conteúdo impróprio e/ou spam poderão ser removidos.